‘Bullying’ e transtorno alimentar

“Os transtornos alimentares são doenças psiquiátricas caracterizadas por uma grave agitação do comportamento alimentar, sendo a anorexia e a bulimia nervosa as mais frequentes. Pacientes com esse transtorno tem uma grande dificuldade de alimentação, pois tem sentimento de culpa, ficam frustradas, se sentem incompetentes, pois tem medo de comer e engordar, sentindo raiva e angústia (BECHARA, 2014).”

“Anorexia e bulimia são  manifestações de angústia psicológicas com uma mesma base psicopatológica; portanto, são alterações possíveis de um conjunto de sintomas que aparecem ao longo de um contínuo estímulo de excitações do comportamento alimentar (SANTOS 2014).”

Apesar de boa parte das pessoas associar ‘bullying’ às agressões entre as crianças/adolescentes nas escolas, essa prática tão nociva à nossa alma vai muito além. De uma certa maneira, todos nós já sofremos ou ainda sofremos ‘bullying’. É como abuso: não tem como escapar, alguma vez já passamos por essa desagradável experiência. Para mim, abuso psicológico/moral e ‘bullying’ andam de mãos dadas. Portanto, a possibilidade de termos sofrido essa agressão é bem maior do que imaginamos.

E, enquanto não conseguem sair da ciranda da agressão, diversas pessoas tentam acalmar suas dores, angústias e sofrimento, comendo. Portanto, ao contrário do que acontece com crianças e adolescentes sofredores de ‘bullying’ que se privam de comer para poderem ter o corpo ideal, igual aos agressores, adultos jogam para dentro, desesperadamente, comida. Não deixa de ser um transtorno alimentar.

Então existe ‘bullying’ entre adultos, Jony? E como! O ‘bullying’ permeia entre todas as idades e em todos os ambientes: familiar, trabalho e amigos.

Familiar, Jony? Sim, esse é muito comum e cruel. Mas vamos deixar esse tema para outro artigo.

Sendo assim, é importantíssimo identificarmos se estamos sofrendo ‘bullying’, e o principal: não ‘descontarmos’ essa agressão na nossa alimentação.

Eu tento me policiar. É bem difícil, mas me policio, porque quando passo pelas tempestades do ‘bullying’, a geladeira não tem porta.

Publicado por jony1818

Sou coach, psicodramatista, triatleta e maratonista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: