TENSÃO

“Algumas pessoas a chamam de ‘estresse’.

A tensão nasce quando enfrentamos situações que consideramos ameaçadoras, como, por exemplo:

— Mudar de casa ou de escola:

— Estar no meio de uma discussão acalorada;

— Não ter estuado a matéria quando o professor começa a nos fazer perguntas.

Também podemos ficar tensos ou estressados quando o que queremos fazer está em conflito com os desejos de outra pessoa. Por exemplo, quando você quer dormir e seu vizinho quer tocar bateria.

O que acontece quando ficamos tensos:

Ficamos nervosos, impacientes e perdemos a calma com facilidade.

Ao conversar com alguém em quem confiamos sobre o que está nos causando tensão, sentimos um grande alívio.” Emocionário — Editora Sextante.

Separando a tensão ruim da tensão boa, verificamos que em vários momentos da vida profissional, sentimos ambas e, por vezes, temos dificuldade de identificar qual é uma e qual é a outra.

A função de telefonista está em desuso na atualidade. No entanto, se dermos marcha ré até meados dos anos oitenta, ficar na frente do famoso PABX não era para qualquer pessoa. Antecessor do PABX de teclas, existia o de fios. Na frente da atendente,  existia uma placa grande, cheia de buracos. Fios compridos com pinos saiam da mesa. Ela precisava encontrar o buraco certo para o pino de cada ligação. Achar o buraquinho correto era uma árdua tarefa, principalmente com um fio em cima do outro, numa teia de embaraços. Hoje a coisa é outra, Home office, WhatsApp, celulares, Zoom e novidades diárias, aposentaram a nobre profissão de telefonista. A mulher que precisava mentir à pessoa que procurava o chefe do escritório até que ela conseguisse entrar na sala do patrão com um papelzinho na mão. Sabe como é, o chefe detesta ser interrompido. 

Situações de desconforto e pressão faziam parte do dia a dia da telefonista. Embora gostasse da profissão,, a moça precisava ter, além de atenção e prática no uso do aparelho, discrição, sabedoria nas palavras e paciência. Tudo isso junto despertava na profissional tensão. Estresse. Olhe bem, não havia cafezinho que segurasse a agitação na frente da PABX. Por outro lado, a atendente adorava toda movimentação em sua volta. Como mágica, o prazer esguichava ocitocina e endorfina na telefonista.

Portanto, tensão é algo que não escaparemos no contexto profissional do Século XXI, não obstante, fazer o que gosta apazigua nosso coraçãozinho acelerado.

Publicado por jony1818

Sou coach, psicodramatista, triatleta e maratonista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: